O que é planejamento anual de marketing? Saiba como fazer o seu!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

No papel de gestor(a), você acompanha as tendências e oportunidades do mercado, certo? Só que ao mesmo tempo precisa lidar com a alocação de recursos, satisfazer clientes e colaboradores, além de zelar pela imagem da empresa e seu posicionamento no mercado. E, no meio de tanta coisa, onde encontrar tempo para fazer o seu planejamento anual de marketing?

Bem, essa não é apenas uma pergunta, mas, principalmente, uma provocação para ajudá-lo a refletir se a suposta falta de tempo na realidade não é “um sinal de febre”.

Se as 24 horas do dia não parecem suficientes, talvez seja a hora de reavaliar seus processos. Assim como na medicina, quando o estado febril indica que existe algo que precisa de atenção.

A seguir, mostraremos como o planejamento anual de marketing é indispensável para você, que está focado(a) no crescimento de sua empresa.

Por que fazer um planejamento anual de marketing?

Em uma resposta curta: ele é fundamental para que as metas sejam alcançadas. Vamos explicar isso melhor. Se, ao longo do ano, você não tiver clareza dos objetivos, etapas e recursos necessários, a sua empresa ficará sempre à mercê dos acontecimentos.

Reflita por um instante: quantas vezes uma meta deixou de ser cumprida por ter surgido outra ideia no desenrolar do processo?

Seu planejamento anual de marketing não tem a capacidade de prever o futuro, portanto é esperado que haja ponderações. E, ao longo do caminho, você pode ser levado(a) a intervir várias vezes.

Mas já tentou chegar a uma localidade pela primeira vez sem ter um mapa ou referência?

Aqui, mostraremos como fazer uma análise das experiências anteriores para aprender com os acertos e, principalmente, com os erros.

Além disso, como melhorar os resultados usando novas ferramentas e estratégias para definir e alcançar suas metas. Então, leia até o fim!

Etapa 1 – Preparação

O primeiro passo é definir um resumo do plano. Tente responder, em apenas uma página, como a empresa se enxerga hoje, como ela é percebida (sinceramente) pelo mercado e como ela gostaria de passar a ser reconhecida.

  • Nos últimos meses, está perdendo espaço para a concorrência?
  • Existe alguma mudança no comportamento dos consumidores?
  • Surgiram novas tecnologias que afetam o negócio?
  • Houve mudanças relevantes na legislação?
  • A empresa está lidando bem com as sazonalidades?

Uma ferramenta excelente para ter uma fotografia realista é a análise SWOT. Reunindo diversos pontos de vista, você deve usá-la para construir um panorama das Forças, Fraquezas, Ameaças e Oportunidades. Ou seja, avaliar os fatores internos e externos.

Nesse processo, o foco deve estar sempre nos stakeholders, que são os públicos de interesse. Aqui, não olhamos somente para os clientes atuais, mas todos que tenham potencial para vir a se relacionar com a empresa.

Devemos incluir, portanto, os colaboradores, concorrentes e parceiros nessa análise.

E as expectativas quanto ao posicionamento no mercado? Estão condizentes com tudo que foi previsto na análise SWOT?

Sua empresa precisa definir se vai trabalhar um marketing visando disputar novos espaços ou se tem como objetivo manter sua participação, fortalecendo a marca e fidelizando seu público.

Essa reflexão vai determinar como a empresa pretende lidar com a concorrência nos próximos meses e também o orçamento que será necessário para isso.

Etapa 2 – Andamento

Haverá uma sustentabilidade financeira do negócio sem comprometer as metas e estratégias a serem definidas?

Quanto será necessário investir se queremos um aumento de 20% nas vendas? Como esse indicador deve evoluir ao longo do ano?

Quais ações estão previstas? São rotineiras ou em datas específicas?

  • Promoções;
  • Inbound Marketing;
  • Eventos;
  • Conteúdo;
  • Compra de tráfego (Google AdWords, Facebook ADs);
  • Programa de indicações;
  • Programa de fidelidade;
  • Ações para lidar com clientes insatisfeitos;
  • Campanhas publicitárias.

Etapa 3 – Análise

Ao longo do processo, sempre está presente a possibilidade de erros serem cometidos. Antecipar tais hipóteses é a melhor forma de estar pronto(a) para lidar com elas.

As responsabilidades ficaram bem definidas? Foram estabelecidos check-points, ou seja, momentos para a conferência dos indicadores? A gerência está apta a prestar o suporte necessário para a equipe?

Um bom planejamento anual de marketing coíbe a alocação inadequada de recursos e evita contradições nos processos. Se houver casos isolados de incompetência gerencial ou operacional, haverá também um parâmetro claro para lidar com elas.

E para que o cronograma seja respeitado, é fundamental alinhar bem a comunicação dos envolvidos para minimizar o risco de falhas.

Mais importante ainda é que a empresa saiba focar naquilo que é sua especialidade, confiando o marketing ao parceiro ideal. Assim, você terá tranquilidade para cuidar do desempenho da sua empresa, sabendo que uma equipe de especialistas está cuidando do marketing.

Que tal tratar disso pessoalmente com um consultor da Agência Life? Está em suas mãos direcionar sua empresa para o sucesso. Entre em contato agora mesmo pelo telefone (31) 3281-9138 ou pelo e-mail [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta