Você sabe como os usuários estão consumindo vídeo atualmente? Descubra!

Qual a tendência de consumo dos vídeos?

Por qual dispositivo as pessoas estão consumindo vídeo?

Quais os conteúdos que os brasileiros mais consomem?

Será que o brasileiro tem assistido menos televisão?

Entenda isso e muito mais com a nossa análise da pesquisa Video Viewers.

O que é e como funciona a pesquisa Video Viewers?

Essa pesquisa foi produzida pela Google, em colaboração com o Instituto Provokers e a Box 1824. Ela observa o consumo de vídeo dos brasileiros, analisando as suas motivações e interesses, assim como os dispositivos usados para essa atividade.

Para a produção da pesquisa de 2018, foi feita uma divisão em 2 partes: a qualitativa e a quantitativa.

  • A primeira parte, a qualitativa, foi feita pela empresa Box 1824, em janeiro de 2018. Nesta parte, foi estudado a fundo o comportamento voltado para ao consumo de vídeo de 200 brasileiros.
  • Já na segunda parte, a empresa Provokers estudou 3 mil pessoas em julho de 2018. Essa etapa, foi importante para observar e medir as possíveis variações de tendências e as particularidades de cada usuário.

No seu quinto ano, a pesquisa demonstrou diversos dados interessantes. Conheça-os agora mesmo!

O YouTube é o consolidador na tendência de consumo dos vídeos

De acordo com os dados, o YouTube é o protagonista, sendo o canal preferido para se ver conteúdo em vídeo.

Afinal, para consumir conteúdo, a plataforma é 5x maior na preferência dos brasileiros, em comparação com à TV aberta. Não somente, nessa preferência, o YouTube ainda é 7x maior do que as redes sociais.

O YouTube também produziu uma nova maneira de consumir conteúdo audiovisual, tornando os usuários, mais ativos e seletivos. Uma vez que eles passam a buscar o conteúdo pelo qual se interessam.

Um dado referente a essa seletividade, é que 80% dos consumidores de vídeos buscam conteúdo que a tv não oferece.

Possivelmente, veremos um gradual aumento na valorização da monetização desses criadores de conteúdo. Haja visto que, para a divulgação das empresas, essa segmentação, pode ser ainda mais relevante.

Por quais dispositivos as pessoas estão consumindo vídeo?

Seguindo as pesquisas dos anos anteriores, a Video Viewers 2018 demonstrou que o smartphone ainda é o dispositivo preferido dos brasileiros.

Outro ponto relevante é que o levantamento da Google indicou um aumento grande no uso das Smart TVs.

A tendência de consumo dos vídeos, por esse aparelho, quase triplicou de 2017 até a metade de 2018. O que, talvez, possa ser explicado pelas promoções no período da Copa do Mundo na Rússia.

Quais os conteúdos que os brasileiros consomem?

A maneira como os brasileiros consomem conteúdo, basicamente, está ligada a quatro pilares:

  • conexão: quando a pessoa procura sentir algo em conjunto 22,3%;
  • conhecimento: ao passo que a pessoa busca se informar ou estudar 29,8%;
  • entretenimento: quando a pessoa deseja se divertir 38,7%; e
  • identidade: a pessoa busca se encontrar e se entender 9,2%;

Vale ressaltar que, dentro dessas categorias, ainda há outros grandes grupos de subsegmentos na tendência de consumo dos vídeos.

A música, por exemplo, é um dos 3 tipos de conteúdos mais buscados no segmento de entretenimento. De acordo com a pesquisa, o YouTube, é a plataforma mais usada para se ouvir música no país.

Outro exemplo, é a busca por conteúdos na categoria conhecimento.

Isso porque, cerca de 9 em cada 10 pessoas no Brasil, utilizam o YouTube para estudar. Sendo que, dessas pessoas:

  • 93% usa o YouTube para conseguir realizar pequenos reparos domésticos;
  • 87% para aprimorar competências profissionais; e
  • 73% para conferir dicas de esportes e fitness.

Assim como os diversos interesses, as motivações, por trás dessa busca dos brasileiros por conteúdo, podem surgir de diferentes formas.

Como esses interesses se manifestam?

Dentre os brasileiros estudados, esses interesses surgem ao momento em que eles tentam:

  • buscar assunto 5%;
  • pertencer 2%;
  • interagir 9%;
  • ver ao vivo 5%;
  • atualizar-se 17%;
  • aprofundar 8%;
  • criar autonomia 2%;
  • refletir 3%;
  • relaxar 30%;
  • elevar o astral 4%;
  • emocionar 4%;
  • descobrir-se 2%;
  • identificar-se 4%;
  • inspirar-se 4%.

De fato, a tendência de consumo dos vídeos online possibilitou uma maior visibilidade a várias outras questões.

Tendo a oportunidade de ver aquilo que deseja, esse consumo de conteúdo audiovisual trouxe, também, diversas interações sociais. Afinal, 70% dos próprios entrevistados chegou a afirmar que o YouTube reflete bem a diversidade do mundo ao seu redor.

Nas questões políticas, o consumo de informações por vídeo também esteve em alta durante todo o período eleitoral.

Só o primeiro debate presidencial de 2018 teve a maior audiência ao vivo da história do YouTube Brasil. Alcançando um pico de 381 mil visualizações, segundo o TGI 2018.

O que pode significar um ponto positivo para as análises democráticas de cada brasileiro.

Veja também: Como a diversidade ganha espaço nas estratégias de marketing.

Com o aumento de visibilidade dos conteúdos online, os canais por assinatura estão por um fio?

Pelo que foi levantado na pesquisa do Google, isso pode significar, sim, um risco.

Isso porque, 74% dos consumidores que assistem TV afirmou não ter a intenção de contratar um serviço de TV paga.

Por outro lado, o número de pessoas que consomem conteúdos pagos online aumentou. Tendo a Netflix, atualmente, 22% da preferência para se ver conteúdo em vídeo. O que é bem acima da TV aberta, com 8%, e da tv paga, com 6%.

Essa superioridade online pode ser justificada pela autonomia dos usuários. Mas ainda é cedo para afirmar, com exatidão, o futuro do conteúdo televisivo.

E você, o que costuma ver?

Essa foi a nossa breve análise da pesquisa Video Viewers. Esperamos que este conteúdo te ajude a entender mais sobre a tendência de consumo dos vídeos no Brasil.

Compartilhe conosco a sua opinião sobre o tema e sobre os seus interesses em conteúdos audiovisuais.

Até a próxima!

Design Sprint: o que é, como funciona e por que a sua empresa precisa dele?



Comentários:


Autor: Tendências de marketing para 2019: confira as principais

Comentário:
[…] Você sabe como os usuários estão consumindo vídeo atualmente? Descubra! […]

Data: 27/12/2018