Remarketing em 2018: entenda como usá-lo na sua empresa!

“Acho que já te vi antes”. Quantas vezes você já ouviu essa frase e se mostrou mais aberto a uma conversa? Por mais que as pessoas gostem de novidades, nada como encontrar um rosto conhecido na multidão. E isso ajuda a compreender o que faz do remarketing uma estratégia tão eficaz.

Aqui, vamos analisar o conceito de remarketing pela ótica da comunicação 360°. Portanto, definindo como uma ação direcionada ao público que já teve um primeiro contato com a sua marca. Logo mais isso ficará bem claro, mas antes você precisa entender a importância dessa estratégia.

Vamos tomar o exemplo de uma loja virtual. O Google AdWords realizou um levantamento e descobriu que no E-commerce brasileiro, 97% dos visitantes não convertem na primeira visita.

Percebe a importância de entrar em contato novamente com esse público? Afinal, o consumidor precisa se sentir confiante e, só depois, ele vai comprar. Você precisa familiarizá-lo com sua marca. Por isso, leia até o fim e aprenda como investir em remarketing do jeito certo, para obter os melhores resultados.

Remarketing ou retargeting?

Conforme prometido, agora vamos explicar se existe mesmo diferença entre os dois termos que andam confundindo muita gente. O curioso é que essa dúvida veio à tona justamente por causa da empresa que mais ajuda a esclarecer dúvidas no mundo. Ele mesmo: o Google.

Quando ele lançou sua ferramenta de retargeting e a batizou de remarketing, parcela considerável do mercado passou a visualizar os termos como sinônimos.

Enfim, nosso objetivo aqui é trazer o que é relevante para seu negócio. Então, de forma bem direta: retargeting é uma parte do remarketing mais voltada ao ambiente digital. Logo, percebemos que as expressões target (alvo) e marketing (mercadologia) têm abrangências bem distintas.

Aqui, vamos falar do remarketing de um ponto de vista 360º, ou seja, tanto no on-line como também no off-line.

Remarketing para quem esteve no seu site

Uma das razões mais significativas para ter seu E-commerce em uma plataforma profissional é a possibilidade de rastrear os visitantes do seu site, criando condições para manter contato com eles novamente.

Isso pode acontecer de duas maneiras: estimulando o cadastro de informações ou coletando no próprio navegador de internet.

Geração de leads

A conversão do visitante em lead, pela oferta de algum benefício, é o princípio do Inbound Marketing. Cada vez que a pessoa dá mais um passo na direção do seu negócio, você tem que oferecer mais valor e disponibilidade.

Mas como nesse processo nem todos que visitarem o seu site estarão dispostos a cadastrar suas informações, ou seja, a conversão ainda é limitada, vamos falar primeiro do pixel de retargeting.

Retargeting

Com certeza, você já percebeu que ao pesquisar sobre um produto você começa a ver anúncios dele em todos os lugares.

Isso acontece pela existência de um código específico na estrutura do site que é capaz de capturar determinadas informações do visitante. Os dois códigos mais conhecidos são do Google e do Facebook.

Eles permitem formar um público segmentado para suas campanhas de anúncios, que contém somente pessoas que já estiveram no seu site ou em uma página específica.

E-mail marketing

Por outro lado, o e-mail é um canal mais próximo do cliente em comparação aos anúncios. O ideal é envolver seu público por meio de conteúdo que seja verdadeiramente relevante para ele. E a melhor forma de fazer isso é ajudá-lo a encontrar facilmente o que precisa.

Ao oferecer um benefício como cupom de desconto, acesso a um webinário ou e-book, entregue esse material por meio de uma landing page. Esta estrutura é planejada para facilitar ao máximo que o visitante cadastre suas informações e clique no botão.

Ok, quando já tiver uma lista de contatos, chegou a hora de utilizá-los para vender. É o momento de fazer uma oferta? Nem sempre! Na lógica do funil de vendas, você precisa entender o momento ideal para cada ação.

Geralmente, ao cadastrar seu e-mail o visitante espera iniciar um relacionamento com a marca. Um bom começo é pela oferta de conteúdos. E uma dica de ouro é dar as boas-vindas e perguntar, já no primeiro e-mail, o que pode ser mais interessante para aquela pessoa específica.     

Atraindo quem visitou seu concorrente

Outra forma de remarketing muito eficaz é seduzir quem está interessado em produtos do seu nicho, mas que talvez ainda não tenha descoberto o seu site. Então, ficar de olho nos seus concorrentes é fundamental para expandir sua presença no mercado.

Só que muitos players do E-commerce ainda não sabem como fazer isso. Você também não? Chegou a hora de aprender!

Certamente, não vai ser possível instalar um pixel no site do concorrente ou ter acesso a sua lista de e-mail. Não é totalmente impossível, mas com certeza não haveria meios éticos para isso.

Portanto, o que vamos apresentar aqui são maneiras alternativas de apresentar sua marca a esse público. O Google será um grande aliado nesse objetivo.

É comum que parte do tráfego que chega a um site venha pelo reconhecimento de marca, ou seja quando a pessoa simplesmente busca pelo nome da empresa. Então, existe a possibilidade de segmentar anúncios para determinadas palavras-chave ou interesses (Facebook) que estejam diretamente relacionadas ao concorrente.

Você pode comprovar isso agora mesmo. Por exemplo, se pesquisar por “Pepsi”, provavelmente no resultado vai encontrar algum anúncio da Coca-Cola. E vice-versa.

Mas vamos além disso. Que tal fazer uma análise de SEO (Otimização para Mecanismos de Busca) e ter uma fotografia mais detalhada do que está levando tráfego para o site do seu concorrente? Com certeza vai descobrir insights valiosos que pode e deve aproveitar!

Outras formas de remarketing

Ainda existem outras maneiras de atrair público e gerar mais conversões por meio do remarketing. Confira, a seguir, se elas já fazem parte do seu planejamento.

Recuperação de carrinhos abandonados

No Brasil, em média, 70% a 85% dos carrinhos nos sites de E-commerce acabam sendo abandonados antes da conclusão da compra. No site da Life Commerce já foi publicado um artigo completo sobre isso.

Por meio de estratégias para recuperação de carrinhos é possível reverter grande parte dessas oportunidades. O princípio é bem simples. Pelo fato de a pessoa ter acessado uma página específica, você consegue rastrear esse visitante e alcançá-lo novamente com ofertas bem específicas que podem engajá-lo novamente.

Promoções e ofertas

E quando você identifica um público que já teve contato com sua marca, talvez falte somente aquele “empurrão” final para levá-lo a concluir sua compra. Nesse momento, um desconto pode ser bem tentador.

Além de aplicar promoções em remarketing, você também pode fazer uso desse expediente para engajar o público nas suas redes sociais e até reconquistar antigos compradores que estão a algum tempo sem se relacionar com sua empresa. Que tal aplicar algum programa de fidelização?

Mídia de apoio

Em uma visão mais abrangente do conceito de remarketing, a exposição contínua da sua marca para o público que já teve contato com ela contribui para influenciar a decisão de compra do consumidor. Por isso, nas campanhas de publicidade, a mídia exterior segue em alta.

Na maior parte das grandes cidades brasileiras, a legislação municipal restringiu parte dessas ações. Mas repare que a maioria das pessoas faz de casa para o trabalho, ainda é possível observar diversas peças publicitárias que tem a finalidade de fixar determinada marca na memória do consumidor.

Dicas extras

Agora que você já aprendeu sobre remarketing, tenha atenção nos conselhos valiosos para vender mais. O primeiro é que deve ter bom senso nos anúncios. Impactar muitas vezes a mesma pessoa se torna irritante. E, pior ainda, pode levar esse internauta a buscar maneiras de bloquear tudo que esteja relacionado a sua marca.

Além disso, sempre que fizer anúncios, seja bem específico em relação ao público. Um mesmo produto pode conter soluções para diferentes perfis de cliente e à medida em que você seja capaz de identificar isso, deve criar ofertas segmentadas e mais eficazes para cada um deles.

Todas as dicas que apresentamos aqui podem ter uma eficiência ainda maior se forem desenvolvidas por profissionais qualificados. Por isso, foque seus esforços naquilo que faz de melhor: conduzir o seu negócio. E deixe as estratégias de marketing a cargo de uma agência especializada em comunicação.

Deixe um cometário