Mapa de empatia: por que utilizamos com frequência aqui na Life?

Seja qual for o segmento de atuação da sua empresa, uma coisa é certa: as melhorias no produto ou no serviço que oferece promoverão impacto positivo no faturamento. E como o mapa de empatia pode ajudar? Ele possibilita um melhor entendimento ao seu cliente, por isso é uma ferramenta que temos utilizado bastante aqui na Life.
E a boa notícia é que neste artigo vamos explicar de forma prática como fazer o seu mapa de empatia.
Leia com atenção! Você vai descobrir novas oportunidades de negócios, aspectos a serem melhorados e os principais riscos de mercado.

Mapa de empatia: coisa de publicitário?

Para quem atua em segmentos mais tradicionais do mercado, como indústria e varejo, uma ferramenta com esse nome pode parecer incomum. E talvez antes mesmo de conhecer, você já esteja pensando: “Isso não é para mim”.
Mas não desista ainda. Grandes empresas dos mais variados segmentos usam constantemente o mapa de empatia.
Aliás, que tal compreender melhor o que a palavra significa?
Empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro. Mais do que uma simples análise de público-alvo, essa ferramenta foca em aspectos sentimentais e comportamentais.
E quando propomos isso para o seu cliente, pode ter certeza de que vale a pena ficar bem atento.

O que o cliente diz e faz

Ao reunir um pequeno grupo de pessoas que conhece a fundo seu cliente, a proposta é ir além das aparências. Afinal, imagine se todos fossem julgados pelo que dizem nas redes sociais? Pois bem, da mesma forma, diversas pesquisas costumam induzir a resposta do entrevistado.
O mapa de empatia vem corrigir essa distorção, ao investigar não apenas o que seu cliente diz, mas, especialmente, o que ele realmente pratica. É importante considerar os seguintes aspectos:

  • Qual é a linguagem adotada?
  • Do que ele gosta de falar?
  • Como seu cliente costuma agir?
  • O que ele mais gosta de fazer?

O que o cliente pensa e sente?

Sentimentos, como medo e raiva, revelam muito o comportamento do seu cliente. O que o deixa motivado, o que o faz se sentir mais feliz. A verdade é que muitas vezes as pessoas não dizem isso claramente. Procure entender:

  • Com o que ele sonha?
  • Como o seu cliente enxerga o futuro?
  • Com o que anda preocupado ultimamente?
  • O que ele pensa e não diz?

O que o cliente vê?

Outro sentido muito importante que nos conecta com o mundo é a visão. A verdade é que percebemos tudo conforme associamos a outras imagens que já fazem parte do nosso subconsciente.
E, para compreender a fundo o seu consumidor, o mapa da empatia propõe aferir quais sites ele acessa, o que assiste na televisão, além dos livros e revistas que consome. Busque conhecer:

  • O que fazem as pessoas que o rodeiam?
  • Como são os amigos dele?
  • O que está em alta no cotidiano dele?
  • Como é o mundo em que ele vive?

O que o cliente ouve?

Acreditamos que as músicas que o cliente gosta de ouvir também dizem muito sobre ele. Mais do que investigar as rádios e bandas que acompanha, queremos descobrir seus podcasts favoritos, enfim, quem são seus influenciadores. Saiba:

  • O que dizem as pessoas importantes da sua vida?
  • Qual é a atitude associada às suas marcas favoritas?
  • Quem são os seus ídolos?
  • Que ideais o influenciam?

Quais são as suas dores?

Perceba que os consumidores não se interessam por produtos, mas pela transformação que oferecem. E para identificar quais benefícios serão mais valorizados pelo mercado, o mapa de empatia questiona as dores do cliente.
Talvez uma doença na família ou problemas de segurança no bairro sejam questões que o preocupam. Ou o desemprego, enfim, o que mais o tem incomodado? Tente perceber:

  • Do que seu cliente reclama?
  • O que o frustra?
  • Do que ele tem medo?
  • O que ele gostaria de mudar em sua vida?

E as necessidades?

Por fim, chegamos ao ponto em que descobrimos do que o seu cliente precisa para se sentir melhor. Descubra:

  • O que é sucesso para ele?
  • Aonde ele quer chegar?
  • O que o faz feliz?
  • O que acabaria com as suas dores?

Concluímos que, ao formular as perguntas certas, o mapa de empatia nos conduz a um melhor entendimento com o cliente. Essa nova compreensão, ao se imaginar nas mesmas circunstâncias, pode ajudar você a desenvolver novas soluções a partir daquilo que a sua empresa já oferece.
Com maior riqueza de detalhes, torna-se possível ir além das aparências e criar uma conexão verdadeira entre a sua marca e o público.

Baixe gratuitamente o modelo personalizável para seu mapa de empatia
Que tal conhecer, na prática, como utilizamos o mapa de empatia para alavancar a performance de vários tipos de negócios? Entre em contato com a gente. Estamos ansiosos para te receber!

Deixe um cometário