Pesquisa: falta de investimento em inovação afeta resultados de vendas B2B

A inovação e a tecnologia estão cada vez mais presentes na vida das pessoas e empresas. Essa interação crescente com o mundo digital trouxe mudanças comportamentais de consumo irreversíveis nos usuários. Afinal, os produtos digitais são adquiridos e, até utilizados, desde o momento em que o usuário está disposto a usufruir.  

Esse novo padrão exige que os agentes produtores de conteúdos e produtos se atualizem. Aparecendo então, a nova necessidade dentro das empresas: um departamento que é conhecido como o Comercial 4.0.

Com esse departamento, todas as vendas B2B passam pelo processo de transformação digital. Atualizando a comunicação e as estratégias para que o resultado em vendas aumente consideravelmente.

Conheça, a seguir, os dados que comprovam a importância dessa transformação e como ela pode impactar nas vendas.

Quem não se atualiza, perde dinheiro

Quando há uma mudança substancial em um mercado, basicamente, quem não faz parte dela perde dinheiro. No atual contexto, por exemplo, algumas técnicas até então utilizadas para vendas B2B mostram que não são mais úteis. Como é o caso das “chamadas frias”.

Segundo os dados da pesquisa da Leap Job, apenas 2% das chamadas frias resultaram em um compromisso comercial. Isto é, ligar para um cliente apenas com o intuito de vender, sem conhecer o seu perfil e o seu problema é pouco eficaz.

Pensando em médio e longo prazos, as empresas que insistem em manter práticas como essas irão gradualmente deixando de ganhar dinheiro. Assim, as novas estratégias dominarão o mercado e as empresas defasadas correrão o risco de até deixarem de existir.

Como está o mercado hoje

Atualmente, a transformação digital não é realidade para muitas empresas brasileiras. Pelo menos é o que se nota no levantamento da IDC com 100 companhias de grande porte em território brasileiro. 

Neste estudo, é visto que a transformação digital é uma realidade que apenas uma de cada quatro empresas está pronta para encarar. Todavia, 42% das empresas desejam iniciar, entre 2019 e 2021, a transformação digital dos negócios. Em outras palavras: é só questão de tempo para que se torne indispensável.

Nos Estados Unidos, essa pauta já é uma realidade. Pelos dados do eMarketer, para 2019, foi previsto o investimento de US$ 60 bilhões no digital das empresas B2B. Um número que representa 18,7% a mais do que seu ano anterior.

Como funciona o Comercial 4.0

Tendo em vista essa onda de mudanças, é preciso saber por onde começar. Afinal, quanto mais cedo utilizar metodologias assertivas mais rápido os resultados virão.

O Comercial 4.0, portanto, surgiu como um departamento focado na utilização de tecnologias e metodologias mais assertivas. Uma vez que ele encurta o ciclo de vendas B2B e diminui o custo de aquisição de clientes. Esse novo comercial permite encontrar prospects em diferentes plataformas com menor esforço por parte dos representantes de vendas. 

Utilizando ferramentas, como o Big Data, é possível encontrar consumidores alinhados com o perfil de cliente ideal da empresa. O que, por sua vez, facilita qualificar os possíveis leads, validar os contatos e aproxima o encontro da oferta e demanda.

A partir disso, é necessário inserir esse lead qualificado em um fluxo de cadência em plataforma de automação. Essa automação é feita por meio da nutrição de conteúdos relevantes que direcionam a venda do produto adequado. 

No entanto, esses conteúdos podem ser enviados por e-mails personalizados com foco exclusivo em venda ou no estímulo de interesse. Assim, de acordo a sua atual fase do funil, esse usuário é levado ao seu destino de compra. 

Adquira esse diferencial antes dele se tornar uma necessidade

Já ouviu aquele ditado popular: “quem chega primeiro bebe água limpa”? Pois bem, é justamente disso que estamos falando (aproveitar oportunidades).

Se a sua empresa investe em tecnologia para prospectar clientes, todos os benefícios de redução de custos e prazos já são uma garantia. Contudo, se ela investir agora em tecnologia, ela pega um mercado que ainda está crescendo. Em outras palavras, ela se torna referência e sai à frente da concorrência.

Sabendo disso, cabe a você tomar a decisão ideal para a sua empresa. O que é melhor para ela e para o seu futuro? 

Pense nisso. Até mais.