5 dicas indispensáveis para um e-commerce de sucesso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Todo e-commerce de sucesso é o resultado de ações positivas que podem ser replicadas. Essas ações, porém, não exigem um número específico de clientes ou de investimento. Na verdade, elas são escaláveis e podem garantir também o sucesso da sua empresa. 

Sabendo disso, nós separamos para você 5 dicas indispensáveis para um e-commerce de sucesso. Conheça a seguir cada uma delas. 

1. Conheça bem os seus clientes e produtos

Conhecer bem os seus atuais e potenciais clientes é fundamental quando falamos em e-commerce. Isso porque a sua comunicação e produtos precisam ser úteis para esse público, para então despertar o desejo do consumo.

Para saber quais são os seus principais perfis de cliente, é preciso fazer uma pesquisa para a criação das Buyer Personas. Essas personas são representações semi-fictícias dos seus principais clientes. Ou seja, uma descrição um pouco mais detalhada do seu público alvo. 

Aqui na Life, nós costumamos dizer que a persona nada mais é do que a personificação ou humanização do público-alvo de uma empresa. 

Basta se perguntar: se o meu público-alvo fosse uma pessoa, quem ele seria e como se comportaria?

As vantagens de se estabelecer esse perfil está na possibilidade de ser mais assertivo em suas estratégias comerciais. Seja para melhorar as suas opções de produtos, atendimento, publicidade ou, ainda, a experiência de navegação em um site ou app.

2. Ofereça uma navegação eficiente ao usuário

Quando falamos em navegação eficiente, podemos dividir em 3 grandes pilares que todo e-commerce de sucesso utiliza. São eles: 

  • responsividade;
  • carregamento rápido; e 
  • navegação intuitiva. 

Veja agora, mais sobre cada um.

Responsividade

Quando se trata de navegação, todo e-commerce de sucesso — de verdade — oferece uma ótima experiência do usuário. O design responsivo é um dos responsáveis por essa eficiência.

O design responsivo é a adaptação de um site para o dispositivo do usuário. Isto é, se a navegação estiver sendo realizada por um smartphone, ela será adaptada da melhor maneira para esse dispositivo.

Essa responsividade não se trata apenas da satisfação do usuário. O próprio Google vem posicionando melhor, nos resultados das buscas, os sites que são responsivos. Então, se você deseja melhorar o seu tráfego orgânico, não menospreze esse requisito.

Carregamento rápido

O mesmo vale para o tempo de carregamento de página. Se o seu site demora mais de 2 segundos para carregar, a sua empresa está perdendo clientes. Pois, segundo o levantamento publicado pelo site Profissional de E-commerce, 64% dos usuários tendem a deixar a página e buscar outro site que seja mais rápido. 

Não somente, 79% dos usuários mais frequentes não compram em sites que são muito lentos. 

Portanto, verifique sempre o tempo de carregamento do seu site. O Google oferece essa funcionalidade gratuitamente, através do Test My Site.

Navegação intuitiva

Todo usuário, ao procurar por um produto, pode vir a utilizar a pesquisa interna para localizar um item com com mais facilidade. No entanto, nem sempre os filtros estão bem posicionados ou funcionam corretamente. 

Isso ocorre quando alguns e-commerces não fazem a categorização adequada dos seus produtos ou não possuem uma navegação intuitiva e de fácil entendimento. Então, assim como no caso anterior, os clientes podem sair do site e procurar outro que lhe atenda com mais objetividade e simplicidade.

Portanto, se o seu site está poluído de informações, tente deixar apenas botões que sejam relevantes para o cliente se localizar. O excesso de informações pode ser crucial, principalmente para a comunicação visual.

É importante, também, que você verifique se os filtros são eficientes. Afinal, se o cliente não ver um produto, ele também não poderá comprá-lo.

3. Integre o Analytics

O Google Analytics é muito importante para começar mensurar os resultados do seu e-commerce. Com ele, você terá dados suficientes para:

  • saber de onde está vindo o seu tráfego;
  • analisar o seu tráfego está qualificado;
  • ver qual é a sua taxa de conversão;
  • criar diferentes landing pages para um mesmo objetivo e fazer uma avaliação de teste A/B;
  • conhecer o desempenho das suas campanhas em sazonalidades do ano, e muito mais.

Tudo isso permite que um e-commerce obtenha mais resultados que impactam diretamente nas taxas de conversão.

4. Invista na sua visibilidade

Seja nas redes sociais ou no Google, a sua empresa precisa investir em conteúdos patrocinados. Isso porque, mesmo com pouco investimento, muitos potenciais clientes poderão ver o que a sua empresa está oferecendo.

Afinal, nem todo mundo que te segue em suas redes sociais consegue ver o seu conteúdo. Isso nos mostra que nem só de tráfego orgânico se mantém as estratégias de atração de clientes de um e-commerce de sucesso. Principalmente quando nos referimos ao Google, onde a concorrência é extrema.

Com os conteúdos patrocinados, você investe para que os seus produtos sejam vistos por quem realmente tem interesse. Ou seja: menos esforço para mais desempenho. Por isso, experimente ampliar os horizontes do seu negócio utilizando a mídia paga.

Veja ainda: como vender mais no Google Shopping.

5. Otimize o seu atendimento

Se um e-commerce possui um atendimento de qualidade, os seus clientes terão menos dúvidas, aumentando a credibilidade da marca. Consequentemente, a satisfação desses clientes resultará no crescimento das suas vendas. 

A matemática nesse aspecto é bem simples: quanto melhor for o seu atendimento, maiores serão as chances de fechar um negócio. Então, você não vai querer ignorar essa oportunidade, certo?

Transforme a sua loja em um e-commerce de sucesso!

Agora que você conheceu algumas dicas para construir um e-commerce de sucesso, aumente já as suas vendas e conquiste mais clientes. Todo esforço que você terá será recompensador para a sua empresa. Portanto, não desista de crescer o seu negócio digital. 

Até a próxima!

💡 Quer atrair um público segmentado em um curto prazo? Invista em Ads e performance

Artigos Relacionados