Cada vez mais conectados.

O ano de 2015 foi surpreendente no quesito de permanência on-line, é o que aponta a pesquisa Digital in 2016, produzida pela We Are Social, agência de consultoria em mídias sociais com ação global.

A pesquisa indica que o Brasil é líder no ranking dos países onde a população passa mais tempo na internet. Ficamos conectados em média 5,2 horas por dia em computadores desktop e laptop e 3,9 horas conectados por celulares e tablets. Quanto ao uso das redes sociais, ficamos conectados em média 3,3 horas do dia ficando atrás apenas das Filipinas, com 3,7 horas diárias nesse tipo de conexão.

O estudo apontou que 3,42 bilhões de pessoas do mundo estão conectadas e 31% desse total ─ 2,31 bilhões ─ utiliza as mídias sociais. Desde 2014, o número de usuários de internet cresceu 10%, alcançando a taxa de 46% de penetração global da internet. Mundialmente, a Islândia aparece como o país com a maior penetração da internet entre a população. Por lá, 98% da população tem acesso direto à internet, seguida por Bermudas, com 97%, e Noruega, com 96%. Curiosamente, o país com a menor taxa é a Coreia do Norte com apenas 7 mil pessoas com acesso à internet.

A favor da onda de crescimento mobile, o aplicativo de mensagens WhatsApp cresceu 50% no ano passado chegando a marca de 1 bilhão de usuários pelo mundo. No Brasil, esse número chega a 100 milhões de usuários , tal sucesso veio seguido da compra do aplicativo pelo Facebook, em fevereiro de 2014. Naquela época, o aplicativo contava com 450 milhões de usuários em todo o mundo. A opção de fazer ligações por voz e a retirada da taxa de anuidade do serviço também contribuíram para seu crescimento exponencial.

A agência We Are Social também aprofundou a pesquisa no campo de relacionamento entre marcas e consumidores destacando dois pontos importantes. O primeiro sugere que as organizações, como um todo, tenham uma visão globalizada de como os usuários interagem com os dispositivos mobile. Hoje, somos 3,79 bilhões de usuários mobile, deixando claro que essa forma de conexão deixou de ser uma tendência para entrar no âmbito de realidade que avança cada vez mais. O segundo ponto abordado retrata que a conectividade tem avançado mais como norma e não mais como exceção, fazendo com que marcas explorem não apenas as questões relacionadas às propagandas e aos anúncios, mas também deem a oportunidade de aprimorar cada elemento de seu negócio.

Lapidando os dados da Digital in 2016, podemos aferir que o Brasil ocupa lugar estratégico nas pesquisas de uso da internet. Com tantos usuários e com tanto conteúdo sendo compartilhado, cada vez mais o uso de conteúdo personalizado e relevante será levado em conta pelos consumidores em suas interações on-line. Chegamos a uma realidade na qual as marcas estão enxergando novos meios de interagir com esses consumidores, dando destaque ao verdadeiro social e deixando de lado a velha e irritante “invasão on-line”.

ESCRITO POR

Agência Life

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *