Black Friday 2016: descubra o que esperar para este ano

Sempre realizada na última sexta-feira do mês de novembro, a Black Friday tem superado as expectativas de vendas ano após ano e já entrou no calendário promocional do varejo como uma das datas mais importantes.

Saiba o que as pesquisas dizem

Em 2015, o evento registrou um faturamento de R$1,6 bilhão e, segundo estudo realizado pela Ebit, a projeção de faturamento para a Black Friday 2016 é de R$ 2,1 bilhões, o que significa um crescimento de 30% em relação ao ano anterior. Essa projeção pode ser justificada, pois mesmo com a queda geral no varejo, as datas especiais apresentaram crescimento em 2016: 8% no Dia das Mães, 12% no Dia dos Pais e 16% no Dia dos Namorados. Com a Black Friday, não será diferente.

De acordo com pesquisa realizada pelo Google e Cielo, os consumidores estão procurando descontos, devido ao cenário econômico difícil de 2016, e por isso aguardam a Black Friday como uma oportunidade de economizar nas compras.

Essa pesquisa do Google revela também alguns insights importantes que podem ser aplicados tanto para o varejo on-line quanto para as lojas físicas que irão pegar carona na Black Friday.

Veja só:

  • Os fatores mais considerados na hora da decisão da compra são: preço (42%), possibilidades de parcelamento (21%) e custo do frete (17%). 
  • A forma de pagamento mais usada é, de longe, o cartão de crédito: 61% dos consumidores optam por pagar parcelado e 33% pagam à vista. Em seguida estão o pagamento em dinheiro (32%), boleto bancário (26%), cartão de débito (18%), PayPal e similares (16%) e débito (12%).
  • Com o consumidor se planejando mais para comprar, a Black Friday deste ano deve crescer ainda mais nos itens de alto gasto médio. Os consumidores que pretendem comprar eletroeletrônicos e eletrodomésticos foram os que mais disseram que pretendem esperar a Black Friday: smartphone (57%), informática (58%), TV (55%), áudio/vídeo (66%), eletrodomésticos (54%) e eletroportáteis (51%).
  • A Black Friday, ao contrário do Natal, é uma compra pessoal: mais da metade (53%) compram para próprio consumo. Enquanto 19% das pessoas compram para presentear e 27% compram tanto para si quanto para presentear, antecipando assim as compras de Natal.

Agora, na prática: como aproveitar a Black Friday?

Com expectativa e concorrência alta, atrair a atenção dos consumidores não será uma tarefa fácil. É importante desenvolver um bom planejamento de mídia on-line, considerando os multicanais e iniciar a veiculação com certa antecedência, uma vez que os consumidores começam a pesquisar preços até 30 dias antes.

Para aumentar as chances de sucesso, além dos esforços em campanhas de aquisição, como search e display, aposte também no retargeting objetivando a conversão. E não se esqueça, mídia on-line requer acompanhamento em tempo real, é preciso garantir um bom CPC e CTR para obter um excelente desempenho.

Agora, vale também lembrar que logo depois da Black Friday acontece a CyBer Monday, que registrou vendas elevadas em 2015 e também promete este ano, por isso continue investindo.

Pintou alguma dúvida? Quer alguma dica? Mande uma mensagem para a gente!

ESCRITO POR

Agência Life

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *